Jesus é o centro

Somos uma igreja fundamentada no formato de células. Células são pequenos grupos que se reúnem fora do templo, mostrando que o verdadeiro evangelho é vivo e não fixado em algum lugar ou construção física. Nosso compromisso é mostrar o amor de Deus através de ações, levando os ensinamentos de Jesus e quebrando as barreiras que a religiosidade construiu.

Missão

Amar a Deus e fazer discípulos servindo ao próximo.

Visão

Ser uma comunidade acolhedora, baseada em pequenos grupos, que vive o compromisso do amor de Cristo.

Estrutura

Nossa estrutura organizacional

1) Fundamento Jesus é o fundamento da Igreja. Ele é a pedra angular (Atos 4:11, I Pedro 2:7), a pedra principal, que dá o prumo e o esquadro de toda construção. A Bíblia compara a Igreja a uma construção. Ela não é um prédio de tijolos, mas é um templo espiritual, no qual cada membro é uma “pedra viva” -​“Vocês também estão sendo utilizados como pedras vivas na edificação de uma casa espiritual…” (I Pedro 2:5). Jesus é o princípio de tudo, a base de todo o ensino e doutrina. Ele é a própria Palavra que Se tornou carne - ​“No princípio era aquele que é a Palavra. Ele estava com Deus, e era Deus… Aquele que é a Palavra tornou-se carne e viveu entre nós…” (João 1:1, 14)

Assim como nas construções físicas os modelos e fachadas variam de acordo com os costumes e o contexto cultural de cada país e região, também as comunidades de fé podem variar seus métodos e práticas eclesiológicas. Porém, todas as construções têm algo em comum no mundo inteiro, que é inegociável: um fundamento. Portanto, a Igreja no mundo inteiro tem um só fundamento: Jesus. Tendo Jesus como fundamento, somos guiados por princípios. Princípios nunca mudam, são leis espirituais que suplantam culturas e resistem ao tempo.

Por isso somos uma igreja em células (grupos pequenos). Entendemos que a célula é a Unidade Básica do Corpo de Cristo, é a própria Igreja em movimento. É o ambiente que possibilita a prática dos nossos valores, baseados nos princípios (Jesus, a Palavra). Viver Igreja requer interação com Deus e uns com os outros. O grupo pequeno em si (célula) não é o princípio, mas favorece a vivência dos valores sobre os princípios do Evangelho de Cristo. No ambiente da célula desenvolvemos a vida em família, os relacionamentos, o sacerdócio de todos, o discipulado e a liderança servidora.

2) Estrutura As colunas formam a estrutura dessa “construção espiritual”. São os cinco propósitos, os quais definem a razão da nossa existência. Elas dão sustentação ao crescimento através das células. São baseados em dois textos bíblicos: Mateus 22:37-40 e Mateus 28:19-20. Amar a Deus é​Adoração​; amar ao próximo é​Serviço​; ir e fazer discípulos é ​Evangelismo​; batizar é ​Comunhão​; e ensinar a obedecer é ​Discipulado​. As pedras vivas, que são os membros da igreja, são firmadas na fé e edificadas com o apoio da estrutura, que são os propósitos. Eles têm igual ênfase, por isso permitem que as pedras (pessoas) sejam parte da construção e não apenas uma pilha de pedras soltas, sem função alguma.

3) Cobertura Acima de tudo está a cobertura, Jesus. Ele é o fundamento, mas também é a Cabeça da Igreja, o Seu corpo. A Igreja é o segundo corpo de Cristo na Terra. Nesse corpo habita o Seu Espírito, e através dele Jesus continua na Terra fazendo as mesmas obras que fazia - ​“Ele é a cabeça do corpo, que é a igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a supremacia” (Colossenses 1:18).

Portanto, aqui temos uma construção completa: o fundamento (Cristo), sobre o qual os valores são vivenciados através da células; as colunas (propósitos); as pedras (pessoas); e a cobertura (Jesus, o Cabeça).

estrutura shalom igreja