É Melhor Serem Dois do que Um

É MELHOR SEREM DOIS DO QUE UM

“É melhor ter companhia do que estar sozinho…” (Eclesiastes 4:9).

(Aliança e relacionamento)

A unidade requer fidelidade

A palavra unidade tem origem no termo latim unitas e designa a qualidade do que é único ou indivisível. Tem como significado aquilo que é considerado de forma individual e não plural. Unidade também representa a união de componentes com uma determinada homogeneidade ou identidade.

Tanto a unidade no casamento, quanto a unidade entre irmãos produzem uma uniformidade de conceitos e ações, onde é construída uma identidade coletiva que denuncia quem somos.

A primeira coisa que vemos na bíblia sobre a questão de viver em unidade é que se trata de um mandamento de Deus. Vemos isso expresso na divina Trindade. Ainda que tenham sua personalidade bem definida: Pai, Filho e Espírito Santo, testifica-se entre si o mesmo propósito.

Uma das questões mais discutidas em nossos dias é a quebra deste princípio, deixado por Deus a nós pela sua palavra, e muito bem expresso na vivência da igreja primitiva.

“E consideremo-nos uns aos outros para incentivar-nos ao amor e às boas obras. Não deixemos de reunir-nos como igreja, segundo o costume de alguns, mas encorajemo-nos uns aos outros, ainda mais quando vocês vêem que se aproxima o Dia” (Hebreus 10:24,25). 

“Eles se dedicavam ao ensino dos apóstolos e à comunhão, ao partir do pão e às orações. Todos estavam cheios de temor, e muitas maravilhas e sinais eram feitos pelos apóstolos. Todos os que criam mantinham-se unidos e tinham tudo em comum” (Atos 2:42-44).

Algumas vozes têm dito: DEUS SIM, IGREJA NÃO! Isto não existe. É uma heresia e um movimento do sistema anticristo. A igreja é o corpo de Cristo na terra, e por meio deste movimento relacional, o mundo ouvirá e verá as boas novas. 

Se por estarmos em Cristo, nós temos alguma motivação, alguma exortação de amor, alguma comunhão no Espírito, alguma profunda afeição e compaixão, completem a minha alegria, tendo o mesmo modo de pensar, o mesmo amor, um só espírito e uma só atitude” (Filipenses 2:1,2).

Igreja é a forte expressão de um caráter aprovado na fidelidade

Viver em aliança é uma decisão consciente, voluntária e que exige intencionalidade e espiritualidade. Ser intencional é provocar, manter-se por escolhas e não por sentimentos, a aliança que temos pelo mesmo Espírito e batismo no Senhor. Espiritualidade é ter um olhar baseado na palavra de Deus e em um intenso relacionamento com Ele (Jesus) diariamente e com os irmãos, que é aonde seremos desafiados a sermos Cristo, um na vida do outro.

“Há um só corpo e um só Espírito, assim como a esperança para a qual vocês fora, chamados é uma só; há um só Senhor, uma só fé, um só batismo, um só Deus e Pai de todos, que é sobre todos, por meio de todos e em todos” (Efésios 4:4-6).

Sermos uma igreja, um povo de relacionamento é permitir que o Espírito que vive em nós se manifeste e cumpra a Sua função entre nós, e através de nós.

As razões e vantagens pelas quais andamos em unidade

Proteção e segurança

“E eles serão o meu povo, e eu lhes serei o seu Deus; E lhes darei um mesmo coração, e um só caminho, para que me temam todos os dias, para seu bem, e o bem de seus filhos, depois deles” (Jeremias 32:38,39).

“E de todos sereis odiados por causa do meu nome. Mas não perecerá um único cabelo da vossa cabeça. Na vossa paciência possuí as vossas almas” (Lucas 21:17-19).

Saúde física e espiritual

“Esforcem-se para viver em paz com todos e para serem santos; sem santidade ninguém verá o Senhor. Cuidem que ninguém se exclua da graça de Deus. Que nenhuma raiz de amargura brote e cause perturbação, contaminando a muitos (Hebreus12:14,15)”.

Vivendo em comunidade e relacionamento, temos a oportunidade de sermos cuidados e conduzidos a verdades bíblicas que saram nossa alma e consequentemente nosso corpo. Assim, como o discipulado faz a manutenção intensa de nossa vida cristã, onde mantemos e crescemos na santificação. Por isso quando alguém se desvia, ou abandona a fé, é quebrada uma aliança. Aliança com Cristo e com a família com quem a pessoa convivia, como em um casamento.

“É melhor ter companhia do que estar sozinho, porque maior é a recompensa do trabalho de duas pessoas. Se um cair, o amigo pode ajudá-lo a levantar-se. Mas pobre do homem que cai e não tem quem o ajude a levantar-se!” (Eclesiastes 4:9,10).

Ensino e propósito

O Espírito Santo que habita conosco e está em nós é responsável por nos revelar as verdades espirituais e a cultura do Reino na terra. Ele nos auxilia a manter o foco no propósito da nossa existência como corpo dEle da terra.

“Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça; Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra” (2 Timóteo 3:16,17).

Conclusão

Além de ser um mandamento bíblico a unidade é uma aliança voluntária com o Senhor e uma comunidade que nos assegura vida eterna. Fomos chamados pra viver o Reino hoje, a eternidade para os que são de Cristo já iniciou!

 

 

 

Baixe a
apresentação