Fé e Fidelidade

Fé é confiança, é deixar de confiar em si mesmo para confiar em Deus. Só quem tem fé é que persevera, pois sabe que Deus é fiel para cumprir Sua palavra; por isso, fé em Deus é ter certeza da Sua fidelidade - “Sem fé é impossível agradar a Deus, pois quem dele se aproxima precisa crer que ele existe e que recompensa aqueles que o buscam” (Hebreus 11:6). Fidelidade é a qualidade de quem é fiel; e fiel é alguém digno de fé. A Bíblia diz: “Pois a palavra do Senhor é verdadeira; ele é fiel em tudo o que faz” (Salmo 33:4). Portanto, Ele é digno da nossa fé, Ele é confiável!

Por isso a fé nEle gera perseverança e fidelidade em meu caráter. A minha fidelidade a Deus e a Sua palavra é a prova da minha fé. Se eu digo que creio em Deus, mas não sou fiel aos Seus princípios, não estou de fato confiando. A fidelidade é a fé em ação. Portanto, é a minha fidelidade que acionará a fidelidade de Deus!

Paulo escreve a Timóteo: “Se perseveramos, com ele também reinaremos. Se o negamos, ele também nos negará; se somos infiéis, ele permanece fiel, pois não pode negar-se a si mesmo” (II Timóteo 2:12-13). Este versículo não diz que Deus nos abençoa mesmo que sejamos infiéis; mas que ainda que sejamos infiéis, Ele permanece fiel porque o caráter dEle não muda; no entanto, é a nossa fidelidade a Ele que vai liberar o fruto da Sua fidelidade. Por exemplo, João escreve: “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça” (I João 1:9). Há uma condição: a fidelidade dEle em perdoar só entra em operação mediante confissão. Confessar tem a ver com a nossa fidelidade. Se permanecermos duros de coração, orgulhosos e cegos, rebeldes contra Deus e Sua palavra, certamente a fidelidade dEle ficará retida no céu. Fidelidade é caráter Fidelidade é um dos aspectos do fruto do Espírito (Gálatas 5:22). Quem é nascido de Deus tem o Seu caráter. E quem é cheio do Espírito, é cheio de fidelidade. Uma pessoa, fiel, digna de fé, é uma pessoa de aliança, de compromisso! Todo verdadeiro cristão tem a marca da fidelidade em seu caráter.

 

? Fidelidade no casamento.

A fidelidade no casamento é uma expressão da fidelidade a Deus. Essa fidelidade atrai a bênção de Deus, assim como a infidelidade fecha os céus (Malaquias 2:13-16). Valorizar o casamento é confiar em Deus, é ter certeza de que este é um projeto de Deus para que através dele Ele cumpra os Seus planos na vida do homem e da mulher.

? Fidelidade aos irmãos (I Coríntios 12:25).

Quem é fiel não negligencia nem despreza a família onde Deus a colocou. Ele sabe que colherá o fruto da sua fidelidade, como um semeador que se sacrifica enquanto semeia, mas a alegria da colheita compensa todo o esforço. Algumas pessoas simplesmente não se esforçam para serem fiéis nos relacionamentos, no discipulado, nos compromissos com a família da fé, na comunhão, no exercício dos seus dons, na oração e na palavra..., mas querem colher o fruto da fidelidade de Deus. E porque isso não acontece, ficam revoltados com Deus, e desistem de caminhar.

? Fidelidade aos líderes.

Deus nos colocou numa família e estabeleceu líderes-servos. Eles dão direção, vão à frente e servem como exemplo ao rebanho. A fidelidade às direções que eles dão é também requisito para sermos abençoados. No Segundo livro de Crônicas lemos sobre um livramento extraordinário que Deus proporcionou ao povo de Judá; porém, quando estavam partindo para a batalha, o rei Josafá disse: “... Tenham fé no Senhor, o seu Deus, e vocês serão sustentados; tenham fé nos profetas do Senhor, e terão a vitória” (II Crônicas 20:20). Sem submissão e confiança nos líderes que Deus estabeleceu na Igreja, a fidelidade de Deus não pode ser liberada!

? Fidelidade na adoração.

Um dos significados de adoração é oferta. Em Romanos 12:1 diz que a oferta agradável a Deus somos nós mesmos. No VT, quando uma pessoa oferecesse um animal em sacrifício, deveria ser sem defeito (Levítico 22:20). Deus entregou o Seu Cordeiro imaculado, sem defeito, por nós. Como alguém que recebeu essa dádiva vai ter a coragem de oferecer algo que não seja o seu melhor? Quantas vezes damos daquilo que nada nos custa, o que nos sobra do nosso tempo, talentos, dinheiro, bens…! (Malaquias 1:8). Isso é infidelidade, fruto da incredulidade!

? Fidelidade à missão.

Jesus subiu aos céus e entregou a nós a responsabilidade pela continuidade da Sua missão (Mateus 24:45-47, 25:21). Missão é um trabalho, exige abandonar o conforto, o egoísmo e a preguiça. Só os que forem fiéis é que atrairão a fidelidade de Deus e receberão a recompensa!

 


Assista o culto culto completo

https://www.youtube.com/watch?v=1BgOCMlurZ4

Baixe a
apresentação