Ler a Bíblia, pra quê?

LER A BÍBLIA, PARA QUÊ?

 

“Vocês estudam cuidadosamente as Escrituras, porque pensam que nelas vocês têm a  vida eterna. E são as Escrituras que testemunham a meu respeito” (João 5:39)

Por que é importante ler e meditar diariamente na Bíblia? Talvez muitos cristãos não encarem desta maneira. Alguns dizem: “não é isso que determina ser um cristão”. Pode não determinar, mas é impossível um verdadeiro cristão não sentir fome pelas Escrituras! Nossa alma tem acesso a tanta literatura contaminada, que se não nos alimentarmos da palavra de maneira sistemática e disciplinada, vamos morrer intoxicados!

Jesus disse que as Escrituras testemunham a respeito dEle. Os líderes judeus liam e estudavam as Escrituras, mas não aceitavam Jesus como o Messias. O contrário também acontece - muitos confessam Jesus com a boca e declaram que Ele é o Messias, mas não têm interesse pelas Escrituras - são tão religiosos quanto!

Em outra ocasião Jesus fez uma denúncia: “Vocês estão enganados porque não conhecem as Escrituras nem o poder de Deus!” (Mateus 22:29). Quando não se conhece as Escrituras, o engano entra. Muitos enganadores têm atraído o coração de pessoas que não conhecem a palavra. Estas são ludibriadas porque acham que podem “terceirizar” a leitura da Bíblia, e assim se alimentam de comida pronta, já interpretada por um terceiro.

O Centro de Engajamento Bíblico nos EUA fez um estudo recente com 40 mil pessoas, entre 8 e 80 anos de idade, para ver como estão interagindo com a Bíblia. Observaram que, quando lemos a Bíblia 1 vez (talvez no culto de domingo!) ou duas vezes por semana, o efeito em algumas áreas-chaves da vida é quase insignificante. O mapa mostrou um sinal diferente quando as pessoas lêem três vezes por semana. Mas quando se lê quatro vezes por semana, o efeito sobe de forma incrível e o impacto muda radicalmente: O sentimento de solidão cai 30%; problemas com raiva caem 32%; amargura em relacionamentos cai 40%; alcoolismo cai 57%; sentimento de estagnação espiritual cai 60%; contato com pornografia cai 61%; o compartilhamento da fé aumenta 200% e o discipulado aumenta 230%!

A disciplina diária na leitura da Bíblia fala de fidelidade. O caráter de um cristão é medido pela sua fidelidade nas questões espirituais. Por que ser fiel na leitura da Bíblia?

1. A palavra é nosso alimento - A Bíblia diz: “Estão chegando os dias, declara o Senhor, o Soberano, em que enviarei fome a toda esta terra; não fome de comida nem sede de água, mas fome e sede de ouvir as palavras do Senhor” (Amós 8:11). Há uma fome espiritual. Jesus disse: “Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus” (Mateus 4:4). Se não alimentamos nosso espírito, vamos definhar espiritualmente. A palavra nos fortalece para vencer a carne, o mundo e Satanás, nossos três inimigos! Quem for mais alimentado (alma ou espírito) vencerá a batalha!

2. A palavra é nossa espada. O apóstolo Paulo diz: “Usem… a espada do Espírito, que é a palavra de Deus” (Efésios 6:17). Espada é uma arma de ataque; quando nos enchemos dela temos na boca a palavra certa para resistir ao inimigo que vem com mentiras de morte e derrota. Jesus disse: “... O Espírito Santo… lhes ensinará todas as coisas e lhes fará lembrar tudo o que eu lhes disse” (João 14:26). Como podemos lembrar de algo que nunca ouvimos? A palavra ativa a nossa fé. A fé vem pelo ouvir e o ouvir pela palavra (Romanos 10:17). Andar por fé é andar pela palavra, e não por emoções!

3. A palavra nos confronta. “Não é a minha palavra como o fogo…, e como um martelo que despedaça a rocha?” (Jeremias 23:29). A pedra é o nosso coração. A palavra denuncia e impacta a nossa alma; ela quebra nossa dura cerviz - este é o problema central do ser humano. Jesus disse que o divórcio, por exemplo, é sinal de dureza de coração (Mateus 19:8). Quando lemos e meditamos na palavra com sinceridade e mente aberta, nosso coração é quebrantado e as facções, divisões e competições cessam. O humilde aceita repreensão, presta contas, se sujeita, obedece a Deus e aos líderes!

4. A palavra traz discernimento. “Pois a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais afiada que qualquer espada de dois gumes; ela penetra até o ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e julga os pensamentos e intenções do coração” (Hebreus 4:12). Ela nos mostra a diferença entre o que vem da alma (vontade própria) e do Espírito (vontade de Deus). Nosso coração é enganoso (Jeremias 17:9), e muitas vezes tomamos decisões com base nos sentimentos; mas a palavra nos dá discernimento para agir corretamente.

5. A palavra trata o caráter. “Aquele que ouve a palavra…, é semelhante a um homem que olha a sua face num espelho…” (Tiago 1:23). A palavra é como um espelho, no qual podemos ver nossa aparência espiritual. Quem a pratica, e não somente ouve, está corrigindo sua aparência! Jesus está preparando Sua noiva para o dia do casamento, entregou-Se por ela “... Para santificá-la… mediante a palavra, e para apresentá-la a si mesmo como igreja gloriosa, sem mancha nem ruga ou coisa semelhante, mas santa e inculpável” (Efésios 5:26-27). A palavra nos dá as diretrizes e corrige nossa conduta - “Quer você se volte para a direita quer para a esquerda, uma voz atrás de você lhe dirá: Este é o caminho; siga-o” (Isaías 30:21).

Baixe a
apresentação