O Anticristo

Quem é o Anticristo? (II Tessalonicenses 2:1-12). A Bíblia nos dá várias indicações de que seja, em primeiro lugar, um sistema que se opõe a Cristo - “... Esse é o espírito do anticristo, acerca do qual vocês já ouviram que está vindo, e agora já está no mundo” (I João 4:3). Nos últimos dias o espírito do anticristo se manifestará com muito mais intensidade - “... Então, será revelado o homem do pecado, o filho da perdição... Ele se opõe e se exalta acima de tudo o que se chama Deus ou é objeto de adoração… A verdade é que o mistério da iniquidade já está em ação... (II Tessalonicenses 2:3-4, 7). O espírito do anticristo é a anarquia, que hoje invadiu o mundo por conta do relativismo (a postura contrária ao absoluto - Deus). São os princípios (absolutos) que determinam os valores, e, como o espírito do anticristo se opõe a Deus, os valores são questionados!

Sua manifestação está próxima. O anticristo não se manifestará em carne até que Deus afaste da terra o que o está detendo - “… Restando apenas que seja afastado aquele que agora o detém” (II Tessalonicenses 2:7). Muitos estudiosos acreditam que se refere ao Espírito Santo, e Ele habita na Igreja; portanto, se assim for, o arrebatamento acontecerá primeiro!

O Anticristo profanará o templo de Jerusalém - “... Chegando até a assentar-se no santuário de Deus, proclamando que ele mesmo é Deus” (II Tessalonicenses 2:4). Para que isso aconteça o templo precisa ser reconstruído, e Israel já tem tudo preparado há muitos anos. O Instituto do Templo em Jerusalém em 25 anos já treinou milhares de homens que crêem ser da tribo de Levi e da família sacerdotal. Muitas das vestes sacerdotais estão preparadas e guardadas. O mesmo instituto revelou que em Agosto de 2018 nasceu a primeira novilha vermelha bíblica, depois de 2000 anos, para o sacrifício, conforme Números 19. Acredita-se que um governo mundial (Anticristo), poderia unir as religiões e promover a paz entre os povos, o que permitiria a reconstrução do templo.

 

O Messias dos judeus. Os judeus esperam que o Messias virá como um político, um libertador para julgar a favor deles. Se cremos que o Messias já veio, então, este que está para se revelar não será o Messias, mas o próprio Anticristo. Ele enganará a muitos porque fará acordos de paz e executará propostas de qualidade de vida à humanidade como nunca antes.

Rabinos influentes em Jerusalém têm alertado a comunidade judaica sobre a aproximação da vinda do Messias. O rabino Chaim Kanievsky, uma das principais

autoridades do judaísmo ultra ortodoxo em Israel, em 2018 chegou a declarar que o Messias está vivo e poderá se revelar a qualquer momento. Todos os grandes rabinos desta geração estão dizendo que o Messias está prestes a se revelar.

 

O Anticristo e o Falso Profeta. O livro do Apocalipse fala sobre a besta que emerge do mar (Anticristo) e a besta que emerge da terra (o falso profeta). O Anticristo seria o sistema político e o falso profeta o sistema religioso. Acerca do Anticristo diz: “Todo o mundo ficou maravilhado e seguiu a besta. Adoraram o dragão, que tinha dado autoridade à besta, e também adoraram a besta… À besta foi dada uma boca para falar palavras arrogantes e blasfemas… Ela abriu a boca para blasfemar contra Deus e amaldiçoar o seu nome e o seu tabernáculo… “ (Apocalipse 13:3, 4, 5, 6). A besta será admirada. Enquanto a palavra está sendo ridicularizada e os cristãos discriminados, as filosofias humanistas estão sendo exaltadas. É um prenúncio à manifestação do Anticristo.

O falso profeta vai seduzir os que habitam na terra, fazendo muitos sinais. Parece que haverá uma mistura de religião com tecnologia - “Também obrigou todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e escravos, a receberem certa marca na mão direita ou na testa, para que ninguém pudesse comprar nem vender, a não ser quem tivesse a marca,… Seu número é seiscentos e sessenta e seis” (Apocalipse 13:16-18).

Hoje todos nós já somos um número, e sem ele não podemos comprar nem vender! Parece que o sistema de consumo está associado ao Anticristo. Os que são escravizados por esse sistema já estão enredados. É uma prisão espiritual! Muitos cristãos estão mergulhados no materialismo e nem se dão conta. O número 666 representa o número do homem. Está ligado ao egoísmo, consumismo, materialismo, hedonismo, humanismo… Por isso, certamente não se trata de apenas uma marca externa, mas uma marca interna.

Tal perverso, porém, o Senhor Jesus matará com o sopro da Sua boca (II Tess 2:8). O sopro de Deus é o sopro da vida, não se assemelha ao sopro humano, que é gás carbônico, resíduo, resto do que foi aproveitado. O sopro dEle é puro, porquanto não consome, apenas dá. Quem são os que têm poder para derrubar o inimigo? Aqueles que têm o sopro de Deus! Que não são consumidores espirituais, mas doadores.

Baixe a
apresentação