Vá para seu quarto e feche a porta!

As desculpas mais comuns que usamos hoje em dia para justificar nossas negligências, procrastinação e indiferença são: "Não tenho tempo"; "minha agenda está cheia"; "tô na correria…". Não temos tempo para visitar nossos familiares, parentes e amigos, mas quando algum deles morre, então arrumamos tempo para ir ao sepultamento; não temos tempo para ajudar alguém ou para servir como voluntário em algum projeto, mas temos todo tempo do mundo para ir ao shopping, assistir filmes, ir à praia, pescar, enfim, fazer tudo aquilo que gostamos…

Por que será que quando estamos apaixonados temos muito tempo? Simples, porque dedicamos tempo, consciente ou inconscientemente, ao que realmente tem valor para nós. Só que existem valores efêmeros e eternos. Os efêmeros trazem um prazer aqui e agora, físico, restrito ao corpo, às sensações e emoções. Os valores eternos, no entanto, trazem uma realização interior, espiritual, transcendente, um prazer e alegria inexplicáveis, porque nem sempre se associam com um prazer físico. Quando uma pessoa nasce do Espírito, os princípios são gravados em seu coração - "… Porei minhas leis em sua mente e as escreverei em seu coração..." (Hebreus 8:1). Então seus valores mudam. Uma troca de religião muda apenas a crença, mas a troca de coração muda valores, porque muda o fundamento, o princípio, a base da vida.

 

1) Valorize a intimidade.

Quando não se tem tempo para estar com Deus, é porque isso não tem valor! A correria em detrimento do tempo com Deus sinaliza que fazer é mais importante do que ser. Sim, porque o ser está ligado ao estar, estar na presença dAquele que é a essência! O Filho priorizava o tempo a sós com o Pai. Se existiu alguém na Terra muito ocupado foi Jesus! As multidões O procuravam dia e noite para apresentarem suas demandas; e Ele tinha pouco tempo, só três anos! Mas Jesus não caiu nessa armadilha - "Todavia as notícias a respeito dele se espalhavam ainda mais, de forma que multidões vinham para ouvi-lo e para serem curadas de suas doenças. Mas Jesus retirava-se para lugares solitários, e orava" (Mateus 5:16); "De madrugada, quando ainda estava escuro, Jesus levantou-se, saiu de casa e foi para um lugar deserto onde ficou orando" (Mc 1:35). 

Orar em todo tempo é uma atitude muito louvável, mas não substitui o tempo a sós com Deus. Estamos acostumados a fazer várias coisas ao mesmo tempo, e tratamos nossa relação com Deus do mesmo jeito, sem tempo de qualidade. Você já conversou com alguém que fica o tempo todo olhando o whatsapp? É, no mínimo, uma falta de educação e respeito. Quando um casal entra na intimidade, ele se afasta de todos, entra no quarto e fecha a porta. Aquele momento é exclusivo de um para o outro. Jesus disse: "Mas quando você orar, vá para seu quarto, feche a porta e ore a seu Pai, que está em secreto. Então seu Pai, que vê em secreto, o recompensará" (Mateus 6:6). Não se alcança intimidade com o Pai num ambiente onde a atenção fica dividida. Fechar a porta tem a ver com intimidade, é aprofundar a comunhão com o Pai através do Espírito Santo. 

 

2) Valorize a essência.

Se o TSD não é um valor, tem algo errado! Querer estar junto é o primeiro passo para um relacionamento. Ser um cristão não é professar uma crença em Jesus e conhecer sobre Deus, mas é conhecer o próprio Deus! -  "Esta é a vida eterna: que te conheçam, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste" (Jo 17:3).

Jesus precisava ouvir a voz do Pai. Ele disse:  "… O Filho não pode fazer nada de si mesmo; só pode fazer o que vê o Pai fazer..." (João 5:19). Certamente, por estar cheio da unção, foi tentado a agir no automático, mas não cedeu. Muitos são movidos pelos dons, talentos e habilidades, mas não por ouvirem a voz de Deus. Não somos aprovados pelo quanto fazemos, mas pelo quanto obedecemos - "… Hoje não sabemos distinguir facilmente um indivíduo talentoso de um crente que possui profundidade espiritual… Ele sabe proferir palavras adequadas. É suficientemente inteligente para tomar medidas certas. Tem bom discernimento e se relaciona bem com as pessoas importantes. E pode até ir bem longe, antes que alguém descubra que, em seu interior, ele se acha praticamente vazio" (Ponha Ordem no seu Mundo Interior, pg 12).

 

3. Valorize o Espírito.

Jesus disse que, devido ao aumento da iniquidade, o amor de muitos esfriaria (Mateus 24:12-13). Iniquidade é anomia, no grego (ilegalidade, violação da lei, transgressão, injustiça, sem lei...). Tem tudo a ver com relativismo, negação do absoluto, do princípio. Sem princípios não há valores! Há algum tempo atrás não se questionava o TSD, mas hoje já se diz que "não é bem assim". Paulo diz: "Não se embriaguem com vinho, que leva à libertinagem, mas deixem-se encher pelo Espírito" (Efésios 5:18). Essa embriaguez é na alma. O excesso de álcool no organismo compromete o bom senso, a sensatez e o equilíbrio; assim também, o sistema deste mundo embriaga a mente e provoca consequências trágicas! Mas os que se enchem do Espírito são sábios, sensatos e equilibrados.

"… Se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei e cearei com ele, e ele comigo" (Ap 3:20). Cear é participar do pão (Jesus) e do vinho (Espírito) da Sua mesa. "Embriague-se" do Espírito. Seja definitivamente convencido de que o TSD é a prática mais importante do seu dia a dia, pois nosso maior valor é a presença do Pai!

 


Assista o culto completo

https://www.youtube.com/watch?v=_XVrKLEWs8M

Baixe a
apresentação