Seja Livre

Uma das frases mais conhecidas atualmente é: “E conhecerão a verdade, e a verdade os libertará” (João 8:32). O que, de fato, querem dizer estas palavras, e em que contexto Jesus as proferiu? A sequência do diálogo com os judeus nos esclarece: “E eles responderam: ‘Nós somos descendentes e Abraão e nunca fomos escravos de ninguém. Como você pode dizer que ficaremos livres?’ Jesus disse a eles: ‘Eu afirmo a vocês que isto é verdade: Quem peca é escravo do pecado’” (vs. 33-34). 

Jesus estava falando de uma escravidão interior causada pelo pecado. Os judeus que ouviram isso retrucaram Jesus como qualquer pessoa hoje o faria - “não sou escravo de ninguém”, “sou dono do meu nariz”, “ninguém manda em mim”... Então, o que é ser livre de fato? Por mais que se levante a bandeira da liberdade, ela não pode mudar o interior das pessoas. A afirmação de Jesus mostra que é possível ser livre por fora, mas preso por dentro! E esta é a maior prisão! 

1) A grande mentira. Por que é o conhecimento da verdade que liberta do pecado? Por que pecado está associado à uma mentira. A grande mentira que entrou no coração humano foi aquela que a serpente lançou no Éden: “Respondeu a mulher à serpente: ‘Podemos comer do fruto das árvores do jardim, mas Deus disse: Não comam do fruto da árvore que está no meio do jardim, nem toquem nele; do contrário vocês morrerão’. Disse a serpente à mulher: ‘Certamente não morrerão!’” (Gênesis 3:1-5). A mentira é: “você não morrerá”; “você não precisa de Deus e pode ser feliz sem Ele; “o seu orgulho e autossuficiência não trarão consequências nem aqui nem na eternidade”. Pecado é orgulho e arrogância para com Deus, e a mentira é: isso não traz consequências!   

O sistema deste mundo é governado pelo Adversário de Deus, Satanás - “... O deus deste mundo cegou o entendimento dos descrentes, para que não lhes resplandeça a luz do evangelho…” (II Coríntios 4:4). Jesus disse que ele é o pai da mentira: “... Ele foi homicida desde o princípio e não se apegou à verdade, pois não há verdade nele. Quando mente, fala a sua própria língua, pois é mentiroso e pai da mentira” (João 8:44). Satanás convence as pessoas de que elas são livres, quando, de fato, não são. Ele faz a mentira parecer verdade, gerando apenas uma sensação de liberdade. João diz: “... O mundo todo está sob o poder do Maligno” (I João 4:19). 

2) A mentira travestida de verdade. Existe uma parábola que diz: “A Verdade e a Mentira se encontram um dia. A Mentira diz à Verdade: ‘Hoje é um dia maravilhoso!’ A Verdade olha para os céus e suspira, pois o dia era realmente lindo. Elas passam muito tempo juntas, chegando finalmente ao lado de um poço. A mentira diz à verdade: ‘A água está muito boa, vamos tomar um banho juntas!’ A verdade, mais uma vez desconfiada, testa a água e descobre que realmente está muito gostosa. Então, elas se despem e começam a tomar banho. De repente, a Mentira sai da água, veste as roupas da Verdade e foge. A Verdade, furiosa, sai do poço e corre para encontrar a Mentira e pegar suas roupas de volta. O mundo, vendo a verdade nua, desvia o olhar, com desprezo e raiva. A pobre Verdade volta ao poço e desaparece para sempre, escondendo nele sua vergonha. Desde então, a Mentira viaja ao redor do mundo, vestida como a Verdade, satisfazendo as necessidades da sociedade, porque, em todo caso, o Mundo não nutre nenhum desejo de encontrar a Verdade nua” (Autor Desconhecido).

Se o sistema deste mundo é governado pelo pai da mentira, então a lógica é simples: ele se fundamenta na mentira! Isso explica a proliferação dos fake news atualmente pelas redes sociais, por exemplo. A sociedade é enganada pelos que detém o poder da comunicação, que não têm compromisso com a verdade, mas com o dinheiro e o poder. A mente das pessoas vai se amoldando gradualmente de acordo com as mentiras, de forma bem sutil. Satanás não tem pressa! As filosofias anticristãs vão sendo disseminadas de forma geral em todos os segmentos da sociedade, fazendo-a acreditar na inexistência de Deus, de que não existem absolutos, de que tudo é relativo…

3) O que é a verdade? Jesus disse: “Eu sou... a verdade...” (João 14:6). Ele veio denunciar a mentira e nos livrar das consequências dela! A verdade é que estamos sendo enganados. O mundo está mentindo ao dizer que podemos ser realizados sem Deus, e que o nosso orgulho não trará trágicas consequências… Jesus veio para dizer: “você pensa que é livre, mas não é; é um robozinho do sistema e do próprio Satanás”. Ele veio nos reconciliar com Deus, a fim de sermos verdadeiramente livres - “Portanto, se o Filho os libertar, vocês de fato serão livres” (João 8:36). 

Portanto, não é a verdade que liberta, mas conhecê-la! Este é o ponto-chave. Não é apenas saber, mas conhecer, assimilar, absorver, acreditar, se render, se entregar à verdade. É uma escolha que fazermos. O evangelho entra em operação na vida de quem se abre para ele, de quem quebra o seu orgulho, que é a semente da serpente! A verdade é uma consciência, que nos devolve a liberdade de escolha roubada pela serpente. 

Temos escolha! Por meio de Cristo podemos ser completamente livres por dentro e usufruir da verdadeira libertação. Paulo diz: “Pois vocês sabem muito bem que, quando se entregam a alguma pessoa para serem escravos dela, são, de fato, escravos dessa pessoa a quem vocês obedecem. Assim sendo, vocês podem obedecer ao pecado, que produz a morte, ou podem obedecer a Deus e ser aceitos por ele” (Romanos 6:16 - NTLH).

Baixe a
apresentação